segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Tomada de posse do Padre Jorge Oliveira

A nossa paróquia deu ontem à tarde as boas vindas ao Padre Jorge Domingues Oliveira, o nosso novo pároco. Acompanhado do Padre David Barreirinhas, seu antecessor, chegou junto à escola , onde foi apresentado aos elementos dos conselhos pastoral e económico, bem como ao presidente da Junta de Freguesia e membros das instituições e colectividades que, com muitas outras pessoas, o esperavam e o acompanharam no percurso a pé até à igreja paroquial, onde entrou sorridente e bem disposto.
Depois de celebração eucarística da tomada de posse, onde esteve também o Padre Luis João, novo pároco dos Parceiros, o Padre Jorge decalarou aberto o ano pastoral, tendo sido descerrados o cartaz e a frase bíblica do ano pelo Vigário Geral, Padre Jorge Guarda.
Seguiu-se um lanche para o qual todos os que estavam presentes foram convidados.
Ao Padre Jorge desejamos que seja muito feliz connosco e que o Senhor o acompanhe sempre no exercício da sua missão.


















































































Mensagem de boas--vindas, lida pelo Manuel Carvalho, presidente da Junta de Freguesia e membro do Conselho Pastoral Paroquial:

Padre Jorge

A comunidade de Azóia saúda-o, assim como aos seus pais, aos seus familiares e demais amigos que quiseram acompanhá-lo à nossa e a partir de hoje, sua terra.
Hoje, é dia de festa para a comunidade paroquial de Azoia, porque recebe de coração e braços abertos o seu novo Prior. Recebe-o com serenidade com generosidade e com alegria. Recebe-o não apenas com a tradicional e reconhecida hospitalidade com que ao longo de quase trezentos anos, tem recebido inúmeros priores que a serviram, mas também depositamos no Pastor que o Bispo Diocesano escolheu para nós, padre Jorge Oliveira, total confiança para nos conduzir nas virtudes, nos valores da fé Cristã e na prática da doutrina social da Igreja.
Se Deus quizer, dia após dia, conhecêramo-nos reciprocamente melhor, mas o pouco que sabemos de si, é bastante para podermos estar tranquilos, seguros, confiantes que consigo a mensagem de Cristo, que é antes e acima de tudo a mensagem da fraternidade, da solidariedade, do amor, da ajuda ao próximo irá ter grande acolhimento na comunidade porquanto ela é na sua pessoa, exemplo.
Neste período de dificuldades, de sacrifícios que infelizmente se agravarão, a acção da Igreja será muito importante para aliviar o sofrimento dos mais fracos, dos mais pobres e a força da Igreja, o seu sucesso está relacionada com a actuação dos seus pastores e da colaboração dos paroquianos com este. Acreditamos que o padre Jorge Oliveira, pelo seu currículo, pela sua intensa actividade como missionário, pelo conhecimento que tem dos homens e do mundo, pelo seu pragmatismo, pela experiência adquirida ao lidar em meios geográficos, sociais, políticos e humanos difíceis, estará à vontade para enfrentar os desafios que a comunidade de Azoia mas também a da Barosa lhe irão colocar.
Há momentos, em espaço público , agora e aqui, na casa de Deus a comunidade de Azoia recebe-o com entusiasmo, como é habito dizer, de alma e coração. Queremos que Azoia seja a partir de agora a sua terra por que aqui vai ter residência, - julgamos, acolhedora e que preparamos o melhor que pudemos para se sentir bem,- mas também por que o senhor Bispo, D. António Marto lha confiou. Aliás, a sua terra de agora-Azoia- tem em comum, com a sua terra de origem- Meirinhas- além de um passado mais longínquo parecido , o facto de ambas serem atravessadas por uma das vias rodoviárias do país mais importantes: o IC2, que a ambas potenciou o crescimento e desenvolvimento económico, mas também a ambas trouxe constrangimentos e preocupações e em ambas muitos, dos que ajudaram a construir estas terras, aí perderam a vida.
A algumas décadas para cá desenvolveu-se o bom gosto de aproximar gentes de cidades, municípios, vilas e freguesias mais ou menos distantes com populações que habitam terras idênticas. Pode ser só um sonho, um pequeno sonho até, mas em 2013 a paróquia de Azóia ao comemorar os trezentos anos, e ao envolver o padre Jorge nas actividades das comemorações, encontrará nele o elo de geminação de duas freguesias com uma História parecida: Azoia e Meirinhas.
Estamos certos que o Padre Jorge Oliveira, com o seu saber histórico, linguístico, religioso, com a sua sensibilidade e com a sua experiência, com o seu sentido de Missão, saberá encontrar soluções para que esta comunidade cresça na fé, nos valores da justiça, da fraternidade e na paz de Cristo. Tudo isto lhe será mais fácil se nós enquanto comunidade religiosa mas também leiga, consigo colaborarmos, e estamos dispostos a ajudá-lo no que soubermos e pudermos. Pode pois, padre Jorge Oliveira contar com o Conselho Pastoral, com o Conselho Económico, com os demais sectores e estruturas da Igreja paroquiana, com o seu povo, para juntos dignificarmos esta terra seguindo os ensinamentos de Cristo.
Bem-Vindo padre Jorge Oliveira

Igreja Paroquial de Azoia, 25 de Setembro de 2011

6 comentários:

  1. Pessoal dos Marrazes: temos pena mas o Pe. Jorge agora é nosso, sem direito a devolução!!!!
    Carolina

    ResponderEliminar
  2. Pe. Jorge,
    as suas queridas acolitas querem lhe desejar uma optima entrada nesta terra e que tudo esteja a sua vontade.
    Adoramos a celebração de tomada de posse, principalmente o momento de convivio que se seguiu xD... Apesar de ainda não nos conhecermos, esperamos que entre nos se gere uma grande amizade e que a palavra tristeza não faça parte do nosso vocabulario!!!
    Bejinhos das suas queridas acolitas!!
    P.S: Pode deixar o carro no atrio da igreja que ningeum lhe mexe e não da tanto nas vistaa!!! LOL
    Carolina e Eunice

    ResponderEliminar
  3. Comentário ao Comentário anterior:

    ´´´´´´ `````` ,,, ... :: ---- !!
    aí vão alguns sinaizinhos para que os possam colocar onde acharem que ficaria um "bocadinho" melhor, "queridas acólitas".
    Idalina

    ResponderEliminar
  4. Nós somos os maiores é que quando nos metemos a fazer ou se faz em grande ou não se nada.
    Espero que o nosso novo padre goste da nosso povo é que o maior.
    BEM VINDO

    Silvia

    ResponderEliminar
  5. Comentário ao Comentário:
    Não faltam algumas palavras??
    A silvia quando escreveu o comentário devia estar com fome... andou a comer palavras do texto! :D

    Eunice

    ResponderEliminar
  6. Quando ela estava a fazer o comentário estava na hora do lanche,e para boom entedor meia palavra basta não sabias.
    E alem disso não podem saber tiudo ha que puxar pela cabaça para saber o que ela quer dizer.
    E não sei falar quanto mais escrever.

    He He He He He.......................

    ResponderEliminar