História



História da criação da freguesia da Azoia


O que de mais importante se conhece hoje da história da nossa freguesia da Azoia, deve-se a um livro muito célebre, chamado O Couseiro. Por ele sabemos que a freguesia foi criada pelo bispo D. Álvaro de Abranches, em 1713, e que foi desmembrada da freguesia de São Pedro de Leiria. Na mesma ocasião, o referido bispo mandou que se fizesse a igreja paroquial. E o povo não deve ter perdido tempo, pois decorridos nove anos a igreja estava pronta. Por cima da porta principal, junto ao nicho de Santa Catarina, encontra-se gravada a data de 1722.
A atual igreja foi construída no local  onde, antes,  havia uma ermida  dedicada a Santa Catarina. Desde quando haveria ali essa ermida, não sabemos. O autor do Couseiro, que escreveu o seu livro mais de cinquenta anos antes da criação da freguesia, limitou-se a dizer: “No lugar da Azoia havia, havia, uma ermida da invocação de Santa Catarina. Um tal João Luís deixou os seus bens para se construir a ermida e nela haver missa cantada e sermão no dia da Santa, que tinha uma imagem de vulto, em bom nicho de pedra, doirado, e, ao pé dele o segunte letreiro: - Essta obra fez Fernando Vaqueiro, por sua devoção, que tinha à Bem-Aventurada Santa Catarina. O Bispo D. Álvaro, mandou fazer uma Igreja Nova, substituindo a velha ermida, e qui-la maior: com 32 metros de comprimento, 8 de largura e 8 de altura, tendo a imagem da padroeira, de Nª Sª da Tocha e de S. João baptista no altar-mor. No altar da Epístola puseram a imagem do Senhor Jesus Crucificado e, no do Evangelho, a de Nª Sª do Rosário e a de São Tomé.” Por esta maneira de dizer pode supor-se que a ermida devia ser muito antiga.
A freguesia da Azoia tem área de 16, 2 Km2 e tem cerca de 2500 habitantes. Pertence ao concelho e distrito de Leiria, está situada na Beira Litoral. Religiosamente, pertence à diocese de Leiria-Fátima e à vigararia de Leiria, e tem como padroeira Santa Catarina, a mártir de Alexandria.



Eunice Aires, in o Amigo, Nº 1,  pág 3, Abril 98.

Sem comentários:

Enviar um comentário